Rádio Panorama FM 87,9

LATEST NEWS

Impactos da covid-19 no setor de entretenimento e o cancelamento eventos

Na Bahia, o governador Rui Costa anunciou a edição do decreto que reduzirá de 3 mil para 1,5 mil o limite de público em eventos




O recente aumento no número de casos da covid-19 em todo país segue impactando diversos setores de mercado de diferentes maneiras. Entretanto, sem sombra de dúvidas, a cadeia produtiva de entretenimento tem sido uma das mais afetadas, abalando direta e indiretamente diversas empresas que compõem o segmento, dentre elas empresas de venda de ingressos, produtores, artistas, casas de espetáculo, entre outros.
Diante das proibições na realização de eventos impostas pelas autoridades governamentais, as empresas desse setor, além de reduzirem seu faturamento para praticamente zero, sofrem diversos impactos com o cancelamento dos eventos. Exemplo disso é que, antes da pandemia, o mercado de eventos gerava 8 milhões de postos de trabalho que, infelizmente, deram lugar a um número expressivo de desempregados.
Leia também:
Elza Soares: relembre a vida e a carreira da artista em linha do tempo
No BBB, Brunna Gonçalves abre o jogo sobre relação com Ludmila
Tiago Abravanel dá resposta certeira em Lucas após comentário gordofóbico
Na Bahia, o governador Rui Costa (PT), anunciou na última quinta-feira (20), a edição do decreto que reduzirá de 3 mil para 1,5 mil o limite máximo de público em eventos na Bahia. A norma passa a valer nesta sexta (21), por 15 dias. A medida gerou inúmeros cancelamentos de eventos em todo estado, a exemplo dos ensaios de verão de grandes artistas, como Léo SantanaDurval Lelys e Timbalada.
Em contato recente com a reportagem do BNews, Nei Ávila, diretor da Associação Brasileira dos Promotores de Eventos (Abrape), disse ter ficado perplexo com as últimas declarações dadas pelo governador. “Me estarrece ele querer colocar a culpa do aumento de casos no setor, que foi um dos mais fragilizados de todos. É lamentável”, declarou ao revelar que o gestor estadual tem evitado se reunir com os empresários.
“Diferente do que ele fala, nós que estamos tentando uma audiência há quase um ano para discutir e nunca fomos atendidos. Inclusive, o governo se omitiu ao chamado do Ministério Público, para tratar das retomadas dos eventos. A prefeitura foi, a secretaria de Saúde também, e o governo não mandou se quer um representante”.
Para Ávila, não há critério para retroceder no processo de retomada dos eventos. “Ele infelizmente tem a caneta. Qual o critério da redução, por exemplo? Existe um surto, mas Salvador chegou a ter dias com zero mortes por covid. Assim como nos demais setores, as pessoas envolvidas no ramo do entretenimento precisam trabalhar”, apela.  
O discurso é reforçado por Ricardo Cal, sócio da Oquei Entretenimento, ele acredita que uma decisão que vá contra à retomada de eventos na Bahia, pode trazer danos irreversíveis. “O setor não consegue resistir a um segundo fechamento. Esses cancelamentos vão gerar um prejuízo financeiro enorme, fora o que já foi gerado. Acredito que o governador sabe disso, mas cabe a ele tomar a decisão”, reforça.
Ele reforça o cumprimento das normas durante a realização de eventos. “Os eventos são os únicos lugares que a gente consegue ter um controle. Isso, por exemplo, não pode ser feito nas praias e as praias estão lotadas. Não é culpa dos eventos. Não concordo. O período do final de ano, as pessoas se aglomeraram mais em um momento em que uma
Os discursos ilustram o que vem acontecendo com muitos eventos em todo país e, ao mesmo tempo, permitem esclarecer o quanto é importante, em momentos de crise como este, que o evento, sempre que possível, seja adiado e não cancelado. O adiamento permite a tentativa de reduzir o impacto em toda a cadeia.  Nas situações em que o cancelamento for inevitável, é imprescindível encontrar apoio do Estado, oferecendo alternativas que apresentem soluções a todos os agentes do setor.

fonte: BNews

Prefeitura de Lauro de Freitas realiza barreira sanitária em todas as USFs nesta sexta-feira (21); município tem aumento de casos ativos


Na manhã desta sexta-feira (21), das 8h às 12h, a Secretaria Municipal de Saúde (SESA) de Lauro de Freitas, vai realizar barreiras sanitárias em todas as Unidades de Saúde da Família (USFs) do município, para realização de avaliação médica, testagem rápida para detecção da Covid-19 e orientações à população sobre a doença. O atendimento será realizado mediante a apresentação de documento oficial com foto, comprovante de residência e cartão do SUS.

A barreira sanitária faz parte das ações realizadas pela administração municipal para intensificar o controle da pandemia do novo coronavírus, que já causou a morte de 525 pessoas no município. Lauro de Freitas contabiliza atualmente o número de 314 casos ativos para a doença, número que aumentou significativamente nos últimos 30 dias, conforme têm ocorrido na Bahia e em todo o Brasil.

Além das medidas para evitar a proliferação do coronavírus, Lauro de Freitas avança na vacinação contra a Covid-19. Mais de 183 mil pessoas já receberam a 1ª dose de alguma das vacinas disponibilizadas pelo Plano Nacional de Imunização. O número de pessoas imunizadas com a 2ª dose já chegou à marca superior a 154 mil, e mais de 50 mil já receberam a 3ª dose.

fonte: Prefeitura de Lauro de Freitas

Elza Soares morre aos 91 anos

Elza Soares morreu aos 91 anos nesta quinta-feira (20), no Rio de Janeiro. “É com muita tristeza e pesar que informamos o falecimento da cantora e compositora Elza Soares, aos 91 anos, às 15 horas e 45 minutos em sua casa, no Rio de Janeiro, por causas naturais”, diz o comunicado enviado pela assessoria da cantora.

“Ícone da música brasileira, considerada uma das maiores artistas do mundo, a cantora eleita como a Voz do Milênio teve uma vida apoteótica, intensa, que emocionou o mundo com sua voz, sua força e sua determinação.”

“A amada e eterna Elza descansou, mas estará para sempre na história da música e em nossos corações e dos milhares fãs por todo mundo. Feita a vontade de Elza Soares, ela cantou até o fim.

O corpo da cantora será sepultado no Jardim da Saudade Sulacap, na tarde de sexta-feira (21), depois do velório no Theatro Municipal do Rio.

Elza Soares: um ícone da música brasileira

Pedro Loureiro, empresário de Elza, disse ao g1 que a cantora estava bem e tinha gravado um DVD dois dias antes. Ela acordou e fez fisioterapia. Estava com a respiração ofegante, mas garantiu a todos que estava bem. Mas foi ficando mais ofegante e disse aos familiares: “Eu acho que eu vou morrer”.

A declaração acendeu o alerta: os familiares foram checar sua pressão e oxigenação, e notaram uma pequena alteração. Pedro e os familiares chamaram o médico de Elza, que enviou uma ambulância para o local por precaução, mas 40 minutos depois, Elza foi mudando o semblante, até que apagou.

Foi uma morte tranquila, sem traumas, sem motivo. Morreu de causas naturais. Esse, aliás, era um grande medo dela: ter uma morte sofrida, por doença. Hoje, ela simplesmente desligou”, conta Pedro.

Vida difícil

Elza Gomes da Conceição foi uma das maiores cantoras da música brasileira. Filha de uma lavadeira e de um operário, ela foi criada na favela de Água Santa, subúrbio de Engenho de Dentro. Elza cantava, desde criança, com a voz rouca e o ritmo sincopado dos sambistas de morro.

Casou-se obrigada aos 12 anos, virou mãe aos 13 e viúva aos 21. Foi lavadeira e operária numa fábrica de sabão.

A vida não foi fácil com a cantora que carregava lata d’água na cabeça desde a infância. Ela perdeu quatro filhos: dois foram os primeiros filhos de Elza em gestações que aconteceram quando ainda era adolescente. Eles morreram recém-nascidos.

Garrinchinha, único filho que a cantora teve com o jogador, morreu aos 9 anos em um acidente de carro em 1986, e Gilson faleceu aos 59 anos, em 2015, por complicações de uma infecção urinária.

Do sambalanço à eletrônica

Por volta dos 20 anos, Elza fez seu primeiro teste como cantora, na academia do professor Joaquim Negli. Foi contratada para a Orquestra de Bailes Garan e seguiu no Teatro João Caetano.

Ela começou a se destacar na música como parte da cena do sambalanço com “Se Acaso Você Chegasse”, em 1959.

fonte: g1

Novas instalações do PA Nelson Barros e da Policlínica Carlos Bastos serão inauguradas na Unime nesta sexta-feira (21)

As novas instalações do Pronto Atendimento Nelson Barros e da Policlínica Carlos Bastos serão inauguradas nesta sexta-feira (21), às 9h30. As unidades de saúde funcionarão na faculdade Unime Lauro de Freitas, na Av. Luiz Tarquínio Pontes, que também vai abrigar o Ambulatório de Medicina da Unime. Posteriormente, o local receberá a Secretaria Municipal de Saúde (Sesa) e a Central de Regulação. Para avaliar os últimos ajustes antes da abertura, a prefeita Moema Gramacho e o titular da Sesa, Augusto César Pereira, realizaram uma vistoria na manhã desta quarta-feira (19).

O novo complexo de saúde conta com estrutura de ponta, localização privilegiada e vai proporcionar a ampliação da capacidade de realização de atendimento mensal de 8 mil para 12.800. A mudança visa otimizar o acesso a serviços de saúde no município e ocorre através de uma parceria entre a gestão municipal e a unidade de ensino, conforme destacou Moema.

 “Vamos contar com um Pronto Atendimento e Novo Ambulatório, com instalações mais adequadas, mais novas e com atendimento mais moderno. Com isso, vamos atender mais pessoas com mais qualidade”, contou.

Moema ainda comentou sobre os serviços que serão disponibilizados na unidade. “Vamos começar com o atendimento emergencial, ambulatorial, clínico, laboratorial e pronto socorro odontológico. Vamos contar também com a ampliação de consultórios odontológicos, dos mais de 120 consultórios oferecidos na Unime, cinco serão disponibilizados para uso exclusivo do município. Na parte de emergência, o Pronto Atendimento Nelson Barros contará com estrutura ampla, mais moderna e com mais leitos. As pessoas vão contar com atendimentos médicos clínicos, pediátricos e odontologia em atendimento 24h”, contou.

O secretário de Saúde reforçou os benefícios para a população a partir da mudança. “As instalações são de primeira qualidade. Estamos ampliando as especialidades, os exames e a capacidade de atendimento emergencial. Tudo para melhor atender o povo de Lauro de Freitas”, afirmou César.

O local será transformado em um complexo de saúde e, posteriormente, em Hospital Escola. A segurança do espaço conta com o apoio da Guarda Municipal de Lauro de Freitas e do Governo do Estado, através de postos da Polícia Militar e equipes. A parceria também resultará em redução de gastos públicos de 32,6%.

Já o antigo Nelson Barros será transformado em um Posto de Saúde que vai abrigar duas Unidades de Saúde da Família (USF), e um Centro de Saúde do Trabalhador.

Atendimento

Na Unime, o Nelson Barros continuará com atendimento de urgência e emergência 24h para pacientes com classificação de risco azul a amarela, além de garantir o acesso da população ao atendimento ambulatorial, com as especialidades de Clínico Geral e Pediatria.

Os munícipes terão atendimentos em diversas especialidades: infectologista, psiquiatra, cardiologista, cirurgião pediátrico, obstetra, enfermeira preventivo, nefrologista, proctologista, homeopata, endocrinologista, hematologista adulto e pediátrico, além de pediatria e ortopedista, entres outras.


 fonte: Prefeitura de Lauro de Freitas

Com direito a personagem de anime, mais de 500 crianças já foram imunizadas contra a Covid-19 em Lauro de Freitas


Com a bandana do personagem da série de mangá ‘Naruto’ na cabeça, o pequeno André Amaral, de 10 anos de idade, roubou a cena durante a vacinação contra a Covid-19 nesta quarta-feira (19) em Lauro de Freitas. Acompanhado da avó, Nilda Amaral, o garoto disse que o ninja o ajudaria a ter mais coragem na hora da agulhada. “Não tenho medo e vou me proteger contra a doença”, falou corajoso mostrando o braço. A vacinação infantil contra a Covid-19 iniciou no último domingo (16), em Lauro de Freitas. Até o momento, mais de 500 crianças com idade entre 5 e 11 anos foram vacinadas.

Hoje foram convocadas crianças com comorbidades com idade entre 5 e 11 anos e sem comorbidades na faixa etária de 11 anos, e 10 anos com iniciais de A a C. A estratégia para imunizar os miudinhos destinou a quadra do Colégio Municipal Dois de julho, na Itinga, e salas da faculdade Unime, no Centro, para aplicar as doses que protegem contra as formas graves da doença. Aguardando a vez para imunizar seu filho, Nina Paula, mãe do pequeno Matheus Candemil, de 11 anos, elogiou a organização para aplicar as doses. “Tudo bem pensado, sem filas e sem longas esperas. Além disso, a segurança em ter profissionais habilitados e capacitados para imunizar os nossos filhos”, elogiou.

Do lado de fora dos equipamentos, uma ambulância de suporte básico fica estacionada de prontidão caso ocorra alguma intercorrência. A enfermeira Débora Marques explica quais os cuidados, caso a criança sinta dores no corpo ou local da aplicação da dose. “Compressa de água gelada e analgésico habitual”, frisa. Não é recomendado a aplicação da vacina em crianças que estejam apresentando sintomas gripais, quadros febris ou que tenham tomado outra vacina num período inferior a 15 dias.

Cadastro

No site da prefeitura – www.laurodefreitas.ba.gov.br – o cadastro para vacinação de crianças com idades entre 5 e 11 anos, segue ativo até as 17h de sexta-feira (21). Pais ou responsáveis devem preencher o questionário com dados da criança como nome completo, data de nascimento e CPF.




fonte: Prefeitura de Lauro de Freitas

Vaiado pela torcida, Bahia empata com o UNIRB na Fonte Nova

Em jogo válido pela segunda rodada do Campeonato Baiano, o Bahia empatou em 1 a 1 com o UNIRB na noite desta quarta-feira (19), na Arena Fonte Nova. A equipe visitante saiu na frente com Igor Bádio, ainda no primeiro tempo. No fim da partida, Lucas Araújo igualou para o Esquadrão de Aço.

Com o resultado, o Tricolor chegou ao seu segundo ponto no estadual. Na próxima quarta (26), o desafio será contra o Doce Mel, novamente na Fonte. Antes, no mesmo local, a equipe de Guto Ferreira entra em campo para enfrentar o Sampaio Corrêa, no sábado (22), pela Copa do Nordeste.
 

O JOGO

Armado com o seu time de transição, o Bahia começou o jogo buscando opções de ataque para marcar. Aos oito minutos, Marcelo Ryan fez boa jogada individual, cortou para o pé direito e mandou por cima da meta. 

A torcida tricolor quase comemorou o primeiro gol aos 20. No lance, a bola sobrou livre com Gregory na grande área e ele chutou para boa defesa do goleiro Marcão.

UNIRB perde grande chance

O time visitante ficou muito perto de marcar aos 25 minutos. Na jogada de contra-ataque, Marcelão cruzou rasteiro e Carlinhos furou na hora de completar para a rede. 

Aos 39, o Bahia ficou com a bola após falha da defesa e Marcelo Ryan chutou rasteiro para mais uma intervenção do goleiro Marcão.

Igor Bádio coloca o UNIRB na frente

fonte: Bahia Noticias