Rádio Panorama FM 87,9

LATEST NEWS

Profissionais da saúde de Lauro de Freitas participam de capacitação para aplicação da vacina contra a Covid-19 em crianças

Os profissionais da Secretaria Municipal de Saúde de Lauro de Freitas (Sesa), que atuam na rede de frio, Vigilância Epidemiológica, enfermeiros e técnicos de enfermagem participam, até a próxima quinta-feira (13), de uma qualificação promovida pelo Ministério da Saúde (MS) em conjunto com a farmacêutica Pfizer. O foco é a aplicação da vacina contra a Covid-19 em crianças com idade entre 5 e 11 anos.

As aulas são ministradas de forma remota para profissionais de todo o país através da plataforma Webex. Durante o treinamento são discutidos aspectos quanto à forma diferenciada de armazenamento, manuseio e aplicação da vacina Covid-19 Comirnaty/Pfizer Pediátrica.

“Os assuntos principais abordados são o manuseio e preparo para a aplicação dessas doses com a diluição adequada, desde a chegada das doses até a distribuição”, relata a gerente da imunização da Sesa, Neila Pomponet.

De acordo com o Ministério da Saúde, o intervalo entre a 1ª e a 2ª dose será de oito semanas. O órgão ainda não divulgou a previsão de envio de doses desse imunizante para o estado da Bahia.

fonte: Prefeitura de Lauro de Freitas

Atendimento no PA Nelson Barros é reduzido durante período de transferência para a Unime


O Pronto Atendimento (PA) Nelson Barros será realocado para a sede da faculdade Unime Lauro de Freitas, situada na Avenida Luiz Tarquínio Pontes, na segunda quinzena de janeiro. Os atendimentos na unidade serão reduzidos a partir desta quarta-feira (12), até segunda-feira (17), durante o processo de transição.

A Secretaria Municipal de Saúde (SESA) orienta aos usuários que necessitem de assistência médica buscarem as demais unidades de urgência e emergência do município, como o Pronto Atendimento (PA) Santo Amaro de Ipitanga, PA de Areia Branca ou as Unidades de Pronto Atendimento 24 horas Adulto e Infantil.

Como parte do processo de mudança, a pasta vai remanejar pacientes internados para outras unidades de saúde e o setor administrativo do equipamento para a nova sede. “Estamos começando a organizar toda a parte administrativa, como os documentos, para depois organizar a chegada do corpo técnico”, explicou o titular da Sesa, Augusto César Pereira.

A Sesa realizou, na manhã desta terça-feira (11), reunião com representantes da Regulação, UPA, a UPA Pediátrica (Upinha), PA de Areia Branca e do Serviço de Atenção Especializada (SAE) para alinhar os próximos passos da transição. Ainda segundo o secretário, o deslocamento ocorre para aperfeiçoar e aumentar os serviços prestados à população.

A mudança será responsável pela ampliação do número de atendimento ambulatorial mensal do PA de 1.400 para 4.800, das especialidades médicas e dos atendimentos do pronto socorro odontológico, que também funcionará na unidade. A Central de Regulação, a Clínica Carlos Bastos e a SESA também serão transferidas para a unidade de ensino.

fonte: Prefeitura de Lauro de Freitas

Defesa Civil do Estado atualiza dados sobre população afetada pelas chuvas na Bahia

Com base em informações recebidas das prefeituras, a Superintendência de Proteção e Defesa Civil da Bahia (Sudec) atualizou, na tarde desta segunda-feira (10), os números referentes à população atingida pelas enchentes que ocorrem em diversas regiões do estado. São 26.606 desabrigados, 60.099 desalojados, 2 desaparecidos, 26 mortos e 521 feridos. O número total de atingidos é de 850.445 pessoas.

Os números correspondem às ocorrências registradas em 177 municípios afetados. É importante destacar que, desse total, 166 estão com decreto de situação de emergência. O último decretado foi o município de Maetinga.
As localidades com vítimas fatais são: Amargosa (2), Itaberaba (2), Itamaraju (4), Jucuruçu (3), Macarani (1), Prado (2), Ruy Barbosa (1), Itapetinga (1), Ilhéus (3), Aurelino Leal (1), Itabuna (2), São Félix do Coribe (2), Ubaitaba (1) e Belo Campo (1).

FONTE: informe baiano

Campanha SOS Chuvas é retomada em Lauro de Freitas. Veja o que doar para ajudar as famílias do sul da Bahia

A campanha “SOS Chuvas – Juntos pela Bahia” será retomada nesta quinta-feira (06), em Lauro de Freitas, com a arrecadação de donativos que serão enviados para as cidades do sul do estado atingidas pelas fortes chuvas do final de 2021. Nesta nova etapa da mobilização, a Prefeitura está arrecadando apenas alimentos não perecíveis, água potável, ração para cães e gatos e material de limpeza.

De acordo com o coordenador da Campanha, Djalma Moreira, já foram carregados seis caminhões abastecidos de roupas, eletrodomésticos, colchões, alimentos e água destinados às cidades de Ilhéus, Itabuna e Gandú. “Nesta quinta-feira (06), nós vamos enviar mais um caminhão, desta vez o destino será a cidade de Itororó”, informa.

Os locais para realizar a doação são: Centro Administrativo em Lauro de Freitas (Calf), Vila Armazém (Av. Luís Tarquínio) e Parque Shopping Bahia. Além da contribuição da população, a iniciativa conta com a parceria do trabalho voluntário da Campanha Caminhão de Amor e Masflog Transportes para o envio dos donativos.

fonte: Prefeitura de Lauro de Freitas

Governo não exigirá receita médica para vacinar crianças de 5 a 11 anos contra a Covid

Intervalo entre as doses será de oito semanas para crianças

Ministério da Saúde divulgou nesta quarta-feira (5) as regras para a vacinação de crianças de 5 a 11 anos – e abriu mão da exigência de receita médica para imunização dessa faixa etária.

Segundo o ministério, o primeiro lote de vacinas pediátricas deve chegar ao país no próximo dia 13. A distribuição aos estados começará a ser feita no dia seguinte, se o cronograma for cumprido – o que permitiria o início da vacinação nos municípios entre os dias 14 e 15 deste mês.

De acordo com o governo, a vacinação infantil ocorrerá:

  • em ordem decrescente de idade (das crianças mais velhas para as mais novas), com prioridade para quem tem comorbidade ou deficiência permanente e para crianças quilombolas e indígenas;
  • sem necessidade de autorização por escrito, desde que pai, mãe ou responsável acompanhe a criança no momento da vacinação;
  • com intervalo de oito semanas – um prazo maior que o previsto na bula, de três semanas.

Intervalo entre as doses será de oito semanas para crianças

Apesar de não exigir a receita médica, o Ministério da Saúde disse orientar que os pais “procurem a recomendação prévia de um médico antes da imunização”.

Segundo o IBGE, o Brasil tem cerca de 20,5 milhões de crianças nessa faixa etária.

Ministério da Saúde informou nesta quarta que já encomendou “mais de 20 milhões de vacinas pediátricas da Pfizer” – o que seria suficiente para a primeira dose, mas não para completar o ciclo vacinal.

“A previsão é que essas [20 milhões de] unidades sejam entregues no primeiro trimestre deste ano. Até o fim de janeiro, a estimativa é que 3,7 milhões de doses cheguem ao pais”, diz o material divulgado pelo ministério nesta quarta.

Essas 3,7 milhões de doses devem chegar ao país em três voos distintos, sendo um por semana. De acordo com o governo, o cronograma previsto é:

Durante a coletiva, Marcelo Queiroga foi questionado sobre como aconselharia um pai que chegasse a seu gabinete com dúvidas sobre vacinar, ou não, seus filhos. O ministro driblou a pergunta – disse apenas que aconselharia a pessoa a “procurar um médico de confiança”.

fonte G1

Bahia registra 1.447 casos de H3N2 e 35 óbitos nos últimos dois meses

De 1º de novembro de 2021 até 4 de janeiro deste ano, a Secretaria da Saúde do Estado (Sesab) registrou 1.447 casos de Influenza A, do tipo H3N2, distribuídos em 114 municípios. Deste total, 881 (60,1%) são residentes em Salvador.

De acordo com a Diretoria de Vigilância Epidemiológica da Bahia, dos 1447 casos, 259 evoluíram para Síndrome Respiratória Aguda Grave (SRAG) e necessitaram de internação, com 35 pacientes vindo a falecer. Os óbitos foram registrados em residentes de Salvador (30), Camaçari (1), Laje (1), Teixeira de Freitas (1), Urandi (1) e Valença (1).
Do total de óbitos, 19 (54,3%) ocorreram no sexo feminino e 16 (45,7%) no sexo masculino. A maioria ocorreu na faixa etária acima de 80 anos (17 óbitos; 48,6%). Os outros ocorreram nas faixas de 70 a 79 anos (5 óbitos), 60 a 69 anos (5), 50 a 59 anos (3), 40 a 49 anos (2), 30 a 39 anos (1) e 10 a 14 anos (2 óbitos). Verificou-se a presença de comorbidades e/ou condições de risco para o agravamento da doença em 27 (77,2%) óbitos.
Neste contexto, cabe reforçar que os casos de SRAG requerem notificação compulsória imediata para adoção de medidas pertinentes de prevenção, controle e tratamento da Influenza, para a qual, diferentemente da Covid-19, existe opção terapêutica eficaz para impedir uma evolução desfavorável do quadro clínico (oseltamivir).
Medidas de prevenção
Enquanto a vacina Influenza da campanha de 2022 está em fase de produção, a população pode e deve adotar as seguintes medidas de precaução: utilizar máscara e álcool em gel; lavar as mãos várias vezes ao dia, principalmente antes de consumir alimentos; evitar tocar a face e mucosas de olhos, nariz e boca; cobrir nariz e boca quando espirrar ou tossir; manter os ambientes bem ventilados; evitar contato próximo com pessoas que apresentem sintomas de gripe; evitar aglomerações e ambientes fechados; e adotar hábitos saudáveis, como alimentação balanceada e ingestão de líquidos.

fonte: Informe Baiano

Lauro de Freitas aplica 1ª, 2ª e 3ª doses de vacinas contra Covid-19 nesta terça-feira (4)


Por Giovanna Reyner e Rodrigo Castro

Na manhã desta terça-feira (4), das 8h às 12h, a Prefeitura de Lauro de Freitas realiza a vacinação contra a Covid-19 em diversos públicos. Serão imunizadas com a 2ª dose da Pfizer, pessoas com prazo marcado até o dia 4 de janeiro. Poderão se vacinar com a 1ª dose o público com idade a partir de 12 anos e com a 3ª pessoas a partir de 24 anos, que já tenham ao menos quatro meses após a 2ª dose.

A 3ª dose será disponibilizada ainda para imunossuprimidos com 28 dias após a 2ª dose, com apresentação de relatório médico, além de profissionais de saúde com quatro meses após a segunda dose, independente da faixa etária de ambos os públicos. Gestantes e puérperas também poderão ser vacinadas com a 1ª e 2ª dose, desde que apresentem relatório médico atualizado (original e cópia), documento oficial com foto e cartão do SUS.

Os públicos que serão vacinados com a primeira dose, deverão apresentar documento oficial com foto, cartão do SUS e comprovante de residência. Quem vai tomar a 2ª ou 3ª dose basta estar em mãos com o cartão de vacinação e documento de identificação. A Prefeitura de Lauro de Freitas vai disponibilizar 10 locais para vacinação nesta terça-feira.

Locais de vacinação

Drivers do Ginásio de Esportes do Aracuí e no Colégio Municipal Dois de Julho, além das Unidades de Saúde da Família Irmã Dulce e Vila Nova, em Portão; Vida Nova; Tarumã e São Judas Tadeu, na Itinga; Manoel José Pereira, no Capelão, além das USFs Pe. João Abel, no Jambeiro, e Antônio Rodrigues, no Bairro de Areia Branca.

População ansiosa por vacinação infantil

Francis Neuma aproveitou a primeira segunda-feira do ano (03) e foi levar a filha adolescente para tomar a 2ª dose da vacina contra a Covid-19 no drive do Ginásio de Esportes do Aracuí em Lauro de Freitas. A jovem Raniele Gomes, 12 anos, é a caçula da família e a última que se protegeu contra a doença. “Em casa só faltava ela tomar a vacina, assim que completou a idade eu trouxe, por isso acho importante a proteção ser ampliada para as crianças”, defendeu a dona de casa.

Com opinião semelhante, Denise Ortega, que tomou a dose de reforço, afirma que convive com muitas crianças e destaca a importância da imunização para os pequenos. “De acordo com a avaliação técnica da Anvisa, a vacina para as crianças é segura. As crianças precisam ser protegidas porque elas têm menos formas de evitar a doença por estarem sempre muito próximas”, disse a aposentada.

Para Mariana Mota, que tomou a 3ª dose, mesmo após ser vacinada os cuidados devem continuar os mesmos. “Durante as festas nós ficamos em casa na companhia de parentes muito chegados. Tudo para evitar a contaminação, ainda mais por ter duas crianças que ainda não se vacinaram”, contou.

fonte: Prefeitura de Lauro de Freitas

Médicos embarcam para reforçar saúde primária na Bahia

Um grupo de 23 médicos, do Programa Mais Médicos, chega à Bahia na manhã desta segunda-feira (3) para ajudar vítimas das enchentes que atingem o estado. Em entrevista à imprensa antes do embarque, o ministro da Saúde, Marcelo Queiroga, disse que, até dia 10, o total de profissionais do programa atuando na Bahia chegará a 119. O grupo vai atuar na atenção primária em cidades que decretaram estado de calamidade pública.

Queiroga e os ministros da Cidadania, João Roma, da Mulher, e da Família e dos Direitos Humanos, Damares Alves, também embarcaram para a Bahia em um avião da Força Aérea.
Em relação ao período que os profissionais de saúde ficarão no estado, Queiroga disse que será “o tempo necessário”. O ministro afirmou que pode chegar a um ano.
A ministra Damares Alves destacou que “a prioridade do governo federal é garantir as vidas”. A ministra lembrou que na Bahia, além de ter que enfrentar águas contaminadas, vítimas das enchentes ainda precisaram enfrentar casos de violência contra a mulher, o que exige participação da pasta que ela comanda.
O ministro da Cidadania afirmou que viu cidades completamente destruídas com água até o teto. Roma lembrou os pedidos “desesperados” dos prefeitos que além de verba, precisavam de pessoal para ajudar no socorro.
Boletim
Segundo o último boletim divulgado na tarde de ontem (2) pela Superintendência de Proteção e Defesa Civil da Bahia (Sudec), os números referentes à população atingida pelas enchentes que ocorrem em diversas regiões do estado, são 32.594 desabrigados, 57.451 desalojados, 25 mortos e 517 feridos. O número total de atingidos chega a 661.508 pessoas.
Os números correspondem às ocorrências registradas em 165 municípios afetados. É importante destacar que, desse total, 153 estão com decreto de situação de emergência.
Bolsonaro
O ministro Queiroga também falou sobre o estado de saúde do presidente da República, Jair Bolsonaro, que foi internado na madrugada de hoje em São Paulo com dores abdominais. “O presidente, como vocês sabem, foi vítima de um atentado gravíssimo em 2018. Em função disso, ele tem consequências. Ele teve dores abdominais, achou-se por bem levar ao hospital em São Paulo. Mas, até onde eu sei, o presidente está bem”, afirmou.

fonte: Informe Baiano

Bolsonaro passa bem após ser levado a hospital em SP por desconforto abdominal, diz Presidência

O presidente Jair Bolsonaro foi levado nesta segunda-feira (3) ao Hospital Vila Nova Star, na Zona Sul de São Paulo. Ele chegou à unidade durante a madrugada e passa bem, segundo informou, em nota, a Presidência da República.

Bolsonaro estava no litoral de Santa Catarina, onde passou a virada do ano. A suspeita, segundo sua equipe médica, é que ele esteja com uma nova obstrução intestinal.

“A Secretaria Especial de Comunicação Social informa que o Presidente da República, Jair Bolsonaro, após sentir um desconforto abdominal, deu entrada no Hospital Nova Star, em São Paulo, na madrugada desta segunda-feira (3), para a realização de exames. A SECOM informa, ainda, que o Presidente passa bem e que mais detalhes serão divulgados posteriormente, após atualização do boletim médico”, diz o texto.https://tpc.googlesyndication.com/safeframe/1-0-38/html/container.html

Bolsonaro desembarcou em São Paulo por volta de 1h30. Ele deixou o Forte Marechal Luz, em São Francisco do Sul (SC), à meia-noite de domingo (2), a bordo de helicóptero da Força Aérea Brasileira (FAB), e seguiu até Joinville (SC), onde embarcou para São Paulo.

O médico Antônio Luiz Macedo, que operou Bolsonaro após a facada em setembro de 2018 e acompanha a evolução do caso desde então, informou que a comitiva relatou que o presidente sente dores abdominais e, por isso, foi levado ao hospital. Macedo, no entanto, não acredita que seja necessário Bolsonaro passar por cirurgia.

O médico estava nas Bahamas e aguardava um avião para voltar ao Brasil e avaliar o quadro do presidente.

A agenda de Bolsonaro não prevê compromissos nesta segunda e nem terça-feira (4).

Desde que foi vítima de uma facada durante a campanha eleitoral de 2018, Bolsonaro já passou por quatro cirurgias em decorrência do episódio.

Ele também passou por outros dois procedimentos não relacionados ao ferimento: a retirada de um cálculo na bexiga e uma vasectomia. Em julho, ele precisou ser hospitalizado devido a soluços persistentes.

fonte:

O presidente Jair Bolsonaro foi levado nesta segunda-feira (3) ao Hospital Vila Nova Star, na Zona Sul de São Paulo. Ele chegou à unidade durante a madrugada e passa bem, segundo informou, em nota, a Presidência da República.

Bolsonaro estava no litoral de Santa Catarina, onde passou a virada do ano. A suspeita, segundo sua equipe médica, é que ele esteja com uma nova obstrução intestinal.

“A Secretaria Especial de Comunicação Social informa que o Presidente da República, Jair Bolsonaro, após sentir um desconforto abdominal, deu entrada no Hospital Nova Star, em São Paulo, na madrugada desta segunda-feira (3), para a realização de exames. A SECOM informa, ainda, que o Presidente passa bem e que mais detalhes serão divulgados posteriormente, após atualização do boletim médico”, diz o texto.https://tpc.googlesyndication.com/safeframe/1-0-38/html/container.html

Bolsonaro desembarcou em São Paulo por volta de 1h30. Ele deixou o Forte Marechal Luz, em São Francisco do Sul (SC), à meia-noite de domingo (2), a bordo de helicóptero da Força Aérea Brasileira (FAB), e seguiu até Joinville (SC), onde embarcou para São Paulo.

O médico Antônio Luiz Macedo, que operou Bolsonaro após a facada em setembro de 2018 e acompanha a evolução do caso desde então, informou que a comitiva relatou que o presidente sente dores abdominais e, por isso, foi levado ao hospital. Macedo, no entanto, não acredita que seja necessário Bolsonaro passar por cirurgia.

O médico estava nas Bahamas e aguardava um avião para voltar ao Brasil e avaliar o quadro do presidente.

A agenda de Bolsonaro não prevê compromissos nesta segunda e nem terça-feira (4).

Desde que foi vítima de uma facada durante a campanha eleitoral de 2018, Bolsonaro já passou por quatro cirurgias em decorrência do episódio.

Ele também passou por outros dois procedimentos não relacionados ao ferimento: a retirada de um cálculo na bexiga e uma vasectomia. Em julho, ele precisou ser hospitalizado devido a soluços persistentes.

fonte: G1 Bahia

Justiça baiana fixa multa a secretário da Saúde por não emitir comprovante de vacinação universal; entenda

A Justiça Federal seção Bahia, por meio do Plantão Judiciário, proferiu uma liminar, nesta sábado (25), determinando que a União e o Município de Salvador, no prazo improrrogável de 10 (dez) horas, providenciem a emissão do Certificado Nacional de Vacinação de uma fisioterapeuta baiana que tem uma viagem marcada para este domingo (26), para Lisboa (Portugal), país que exige o comprovante para que turistas entrem no país, e ainda não sabe se vai conseguir embarcar. A juíza federal Marianne Bezerra Sathler Borré fixou multa de R$ 5 mil para Secretário de Saúde da capital, Léo Prates, e ao Diretor Geral do DATASUS, caso não haja cumprimento da decisão no prazo.
A mulher entrou com uma ação na Justiça após não conseguir emitir o Certificado Nacional de Vacinação, mesmo já tendo tomado todas as doses da vacina contra a Covid-19, incluindo a dose de reforço. A primeira dose foi aplicada em 15/03/2021, a segunda dose em 12/04/2021 e a dose de reforço em 10/10/2021.
Segundo o advogado Matheus Maciel, sua cliente tenta emitir o certificado, desde outubro, muito antes do ataque hacker à base de dados do Ministério da Saúde, e sempre aparece a mensagem no aplicativo Conecte SUS “Aguarde até 10 dias úteis para que seu registro de vacina apareça no Conecte SUS, caso não aconteça, busque o estabelecimento de saúde onde você tomou a vacina e solicite o registro na Rede Nacional de Dados em Saúde (RNDS), Ministério da Saúde”.
Ainda de acordo com o advogado, em 26 de outubro de 2021 a mulher procurou a Secretaria de Saúde do Município de Salvador, quando foi informada que os dados já teriam sido enviados ao Ministério da Saúde, mas não conseguiu o documento.
Logo depois ela abriu uma reclamação na ouvidoria da secretaria, anexando todos os documentos necessários, informando a atendente todas as informações pessoais pedidas e as datas nas quais as três doses foram aplicadas, bem como ressaltando que tinha uma viagem para o exterior no dia 26 de dezembro, neste domingo, e precisaria obrigatoriamente do Certificado Nacional de Vacinação. Entretanto, nada foi resolvido.
Mesmo com a abertura de um processo na justiça e com decisão determinando a emissão do documento, sob pena de multa e de comunicação ao Ministério Público Federal (MPF) para apuração de eventual decorrente do descumprimento de ordem judicial, nem a Secretaria de Saúde de Salvador e nem o DATASUS cumpriram a obrigação até o momento.

fonte: Bocão News