Rádio Panorama FM 87,9

LATEST NEWS

Saúde antecipa entrega de terceiro lote de vacinas pediátricas

O Ministério da Saúde divulgou nesta segunda-feira (17) que antecipou a data da chegada do terceiro lote das vacinas pediátricas. Inicialmente os imunizantes da Pfizer para crianças de 5 a 11 anos estavam previstos para chegar no dia 27, mas a data da chegada foi antecipada para o dia 24 de janeiro.

Esta será a terceira entrega de vacinas pediátricas neste mês. As duas primeiras remessas totalizaram 2,4 milhões de doses e, segundo o ministério, estão em processo de distribuição para os estados e para o Distrito Federal.
O lote mais recente, com 1,2 milhão de doses, chegou no Brasil nesse domingo (16). Após a chegada, as doses são encaminhadas para o centro de distribuição do Ministério da Saúde em Guarulhos (SP) e enviados para os estados, que repassam aos municípios. A expectativa é que esse lote seja distribuído até quarta-feira (19) para as unidades da Federação. A primeira remessa chegou no dia 13 de janeiro.
A previsão da pasta é que o Brasil receba 4,3 milhões de doses em janeiro. O primeiro contrato de aquisição de doses pediátricas junto à farmacêutica Pfizer prevê a entrega de até 20 milhões de doses até março.
A marca é a única que já recebeu autorização para uso de forma emergencial pela Agência Nacional de Vigilância Sanitária (Anvisa).

fonte: Informe Baiano

Mais de 400 dependentes de álcool e drogas são atendidos no Caps AD de Lauro de Freitas

“O Caps mudou minha vida, me deu uma nova oportunidade de sonhar e lutar para realizar cada um dos meus sonhos junto com a minha família e meus amigos”. O relato emocionado é de Cláudio Manoel dos Santos*, 25 anos, que há cerca de três meses é acompanhado pela equipe multidisciplinar composta por médicos, terapeutas, assistentes sociais, farmacêuticos e técnicos do Centro de Atenção Psicossocial – Álcool e Drogas (Caps – AD), localizado no bairro do Caji, em Lauro de Freitas. Ele, através do cuidado e atendimento humanizado, conseguiu se afastar da dependência química.

Assim como ele, atualmente outras 472 pessoas são assistidas pelo equipamento. No local, que tem mais de 5 mil m² de área verde, piscina e espaço de convivência, são desenvolvidas oficinas de musicoterapia, artesanato, psicoterapia ou consultas com médicos psiquiatras e atividades físicas. “O Caps funciona de portas abertas, ou seja, pessoas com problemas relacionados a álcool e outras drogas são acolhidas e, de acordo com suas necessidades, são realizados os encaminhamentos”, explica a coordenadora da unidade, Leylane Andrade.

Enquanto aguardava sua vez para receber atendimento, Leia Silva*, relatou que sofre com a dependência do álcool desde a infância. “Eu era muito nova quando comecei a buscar na bebida o consolo que muitas vezes não encontrava em casa”, conta ela. A dona de casa lembra o momento exato em que decidiu transformar sua vida. “Eu acabei perdendo tudo, perdi emprego, casa, família e minha dignidade. Então uma amiga me chamou para vir até o Caps e buscar ajuda”, disse.

As histórias de superação se confundem em cada assistido que percorre as salas do Caps. O psiquiatra e especialista em dependência química, Rogério Jesus, relata que por conta da pandemia, nos últimos dois anos houve um crescimento em relação a necessidade de buscar atendimentos relacionados à saúde mental.

“As incertezas de diversas naturezas fazem aumentar o grau de ansiedade ou o medo do futuro incerto e quando isso não é devidamente tratado aumenta os sintomas de depressão. O indivíduo que sofre psiquicamente precisa buscar atendimento e ter imediata assistência”, frisou.

O CAPS-AD funciona de segunda a sexta-feira das 07h às 16h, na rua dos Prazeres, Caji. Os atendimentos são direcionados a crianças, adultos e idosos com transtornos decorrentes do uso e dependência de substâncias psicoativas. Para pacientes que queiram buscar o atendimento pela primeira vez, os dias de acolhimento são: segundas, terças, quartas ou sextas. Mais informações pelos números 3288-7407 ou 3288-7306.

Janeiro Branco

“Não há saúde sem saúde mental”, a frase de conscientização utilizada pela Organização Mundial de Saúde recebe o reforço com a campanha mundial Janeiro Branco. Em Lauro de Freitas, durante o primeiro mês do ano, o tema é abordado nas salas de espera das Unidades de Saúde da Família e das três unidades do Caps – Caps AD, Infantil e Caps Eduardo Alves de Araújo.

O médico explica que muitos fatores podem colocar a saúde mental do indivíduo em risco, entre eles estão a violência, situações de violação de direitos humanos, mudanças sociais rápidas, estresse no ambiente de trabalho e discriminação.

“Tratar o tema saúde mental é fundamental e deve ser feito durante todo o ano. Essa abordagem pontual em janeiro chega para que vejamos que é preciso discutir e não há como imaginar que este indivíduo possa ficar sem algum tipo de atendimento ou assistência”, alertou.

fonte: Prefeitura de Lauro de Freitas

Governo da Bahia diz que EUA preparam nova ajuda humanitária no valor de U$ 40 mil para vítimas das enchentes no estado

Rui Costa, se reuniu por videoconferência, com encarregado de negócios da Embaixada dos EUA no Brasil e representante da Agência dos Estados Unidos para o Desenvolvimento Internacional, após doação de R$ 750 mil.

O governo da Bahia anunciou na noite desta quinta-feira (13) que os Estados Unidos preparam uma nova ajuda humanitária no valor de U$ 40 mil para as vítimas das enchentes que atingiram o estado, principalmente as região sul e extremo sul.

O governador do estado, Rui Costa, se reuniu por videoconferência, na tarde desta quinta, com o encarregado de negócios da Embaixada dos Estados Unidos no Brasil, Douglas Koneff, e o representante da Agência dos Estados Unidos para o Desenvolvimento Internacional (USAID), além de membros da Cáritas Brasileira e da Agência Adventista de Desenvolvimento e Recursos Assistenciais (ADRA).

Governo da Bahia diz que Estados Unidos preparam nova ajuda humanitária no valor de U$ 40 mil para vítimas das enchentes no estado — Foto: Divulgação / Governo da Bahia

Governo da Bahia diz que Estados Unidos preparam nova ajuda humanitária no valor de U$ 40 mil para vítimas das enchentes no estado — Foto: Divulgação / Governo da Bahia

fonte: G1

Casos do superfungo Candida auris já foram confirmados na Bahia e Pernambuco

A Agência Nacional de Vigilância Sanitária (Anvisa) recebeu a confirmação do segundo caso de Candida auris no país. O “superfungo” foi detectado em um paciente de um hospital em Pernambuco. É o segundo caso confirmado no hospital. Os dois pacientes, um homem de 38 anos e uma mulher de 70 anos, foram isolados no início do mês. No dia 3 de janeiro, a Anvisa foi notificada sobre os casos possíveis de Candida auris, agora confirmados.

De acordo com a Anvisa, o hospital onde os pacientes estão internados estabeleceu medidas de precaução e adotou ações para conter o surto. Além disso, a agência destacou que órgãos de saúde pública foram acionados e ações de vigilância, prevenção e controle foram intensificados.
A Anvisa trata o caso como o terceiro surto do superfungo no país. Segundo a agência, a definição epidemiológica de surto abrange não apenas uma grande quantidade de casos de doenças contagiosas ou de ordem sanitária, mas também o surgimento de um microrganismo novo na epidemiologia de um país ou até de um serviço de saúde. A agência destacou que o fungo significa uma ameaça à saúde global.
Candida Auris
O organismo é chamado de superfungo pela resistência que possui a antibióticos e outras formas de tratamento. De acordo com a Anvisa, o fungo também permanece no ambiente por longos períodos, que podem chegar a meses, e resiste a diversos tipos de desinfetantes.
Por essas razões, casos de infecções pelo fungo trazem risco de surto e demandam monitoramento e medidas de prevenção e controle para impedir a disseminação em outros pacientes.
Conforme nota de alerta da agência, o Candida auris “pode causar infecção na corrente sanguínea e outras infecções invasivas, podendo ser fatal, principalmente em pacientes imunodeprimidos ou com comorbidades”.
Em outubro de 2016, a Organização Pan-Americana da Saúde/Organização Mundial da Saúde (OPAS/OMS) publicou um alerta epidemiológico em função dos relatos de surtos de Candida auris em serviços de saúde da América Latina, recomendando aos Estados-membros a adoção de medidas de prevenção e controle de surtos decorrentes deste patógeno.
No Brasil, o primeiro caso foi registrado em dezembro de 2020 na Bahia. O caso culminou em um surto com 15 casos, resultando em duas mortes. Já em dezembro de 2021, a Anvisa foi notificada de outro caso, também na Bahia, caracterizando o segundo surto.

fonte: Informe Baiano

ABR explica como funcionará a vacinação de crianças contra covid-19

A imunização de crianças de 5 a 11 anos será feita por faixa etária, com prioridade para os que têm comorbidades ou sejam portadores de deficiência permanente.

De acordo com a atualização do Plano Nacional de Operacionalização da Vacinação contra a Covid-19 (PNO), do Ministério da Saúde, o intervalo entre as duas doses deve ser de oito semanas. Os pais devem estar presentes na imunização dos filhos e se isso não for possível, a aplicação deve ser autorizada em termo de consentimento assinado por eles.

Segundo o ministério, as doses serão distribuídas de forma proporcional aos estados e ao Distrito Federal, de acordo com a população-alvo. As doses começam a ir para os estados amanhã (14). Até o início da próxima semana, as entregas do primeiro lote de 1,2 milhão de doses, que chegou na madrugada de hoje (13) ao Brasil, devem estar concluídas.

Cada estado vai divulgar a data de início da vacinação. Cabe às secretarias estaduais de Saúde a distribuição das doses para os municípios. Como cada região tem realidade logística diferente, a definição do cronograma fica por conta dos gestores estaduais e municipais.

Recomendações
A Agência Nacional de Vigilância Sanitária (Anvisa) divulgou, no início do mês, uma série de recomendações sobre a vacinação infantil. A agência sugere que a imunização ocorra em sala separada da de adultos e que a vacina não seja administrada no mesmo período de outras do calendário. Por precaução, é recomendado intervalo de 15 dias.

A Anvisa também recomenda que seja evitada a vacinação de crianças no esquema drive-thru (dentro do carro); que elas fiquem em observação no local por 20 minutos após receber a dose; e que os profissionais de saúde informem os pais sobre possíveis efeitos adversos do imunizante, como dor, inchaço no local da aplicação e febre.

O governo brasileiro encomendou 20 milhões de doses de vacina, todas da farmacêutica Pfizer. A dose para crianças será diferente da aplicada em pessoas a partir de 12 anos. Os frascos terão cores distintas para evitar erros na aplicação. A embalagem do imunizante para crianças tem a cor laranja e para adultos, roxa.

fonte : Informe Baiano

Paciente recebe coração de porco geneticamente modificado nos EUA

Nos Estados Unidos, pela primeira vez na história, médicos transplantaram um coração geneticamente modificado de porco para um homem.

Tudo na sala de cirurgia parecia como de costume para um transplante de coração. O médico responsável explicou que o órgão do doador parecia perfeito, com bom tamanho, e que a retirada do órgão foi de rotina.

Mas, desculpa, doutor, não sei se rotina é a palavra mais adequada. O coração pronto para ser transplantado não é um coração humano. É um coração de um porco. É uma imagem histórica: depois de oito horas de cirurgia, o coração do porco batendo dentro do peito de um homem.

O paciente que recebeu o transplante é David Bennet, de 57 anos. Ele tinha uma doença cardíaca terminal e, antes da cirurgia, disse que as opções dele eram morrer ou fazer o transplante, e ele queria viver.

A cirurgia inédita e revolucionária foi na sexta-feira (7) e, quatro dias depois, David está bem. De acordo com o médico, ele está acordado, conversando, e a equipe espera que a recuperação continue.

Mas isso não quer dizer que o desafio tenha terminado. Aliás, os médicos estão preparados para momentos difíceis. Isso porque, apesar do coração de um porco ser parecido com o de um humano – eles têm até o mesmo tamanho -, as outras tentativas falharam porque as diferenças genéticas fizeram o corpo rejeitar o coração.

Para evitar isso, o animal que foi o doador de David foi modificado geneticamente. Os cientistas retiraram do coração do porco três genes ligados à rejeição e inseriram seis genes humanos para facilitar a aceitação do corpo de David ao novo órgão.

O médico explica que a pior fase já passou e que não houve rejeição, mas que o nosso organismo é uma máquina que não se deixa enganar tão facilmente, e os médicos estão preparados para mais um possível ataque do corpo de David ao coração novo.

“Diferentes jogadores imunológicos podem tentar eliminá-lo, e nós projetamos um plano de tratamento além do coração humanizado e geneticamente editado para tentar controlar isso”, explica o cirurgião.

Saber o resultado dessa jornada médica pode demorar semanas, meses. Mas, se tudo continuar caminhando bem, essa não vai ser apenas uma cirurgia experimental de sucesso. Vai ser uma esperança para milhares de pessoas. Só nos Estados Unidos, 6 mil pacientes morrem todos os anos na fila por um transplante. Nesta terça-feira (11), 110 mil pessoas estão esperando por um órgão.

E elas olham para o avanço científico como a chave que abre caminhos que pareciam sem saída. Esperam da ciência o que ela sempre nos deu: esperança, evolução, solução de problemas e, talvez, vidas salvas com o coração de um porco.

fonte: Jornal Nacional

Profissionais da saúde de Lauro de Freitas participam de capacitação para aplicação da vacina contra a Covid-19 em crianças

Os profissionais da Secretaria Municipal de Saúde de Lauro de Freitas (Sesa), que atuam na rede de frio, Vigilância Epidemiológica, enfermeiros e técnicos de enfermagem participam, até a próxima quinta-feira (13), de uma qualificação promovida pelo Ministério da Saúde (MS) em conjunto com a farmacêutica Pfizer. O foco é a aplicação da vacina contra a Covid-19 em crianças com idade entre 5 e 11 anos.

As aulas são ministradas de forma remota para profissionais de todo o país através da plataforma Webex. Durante o treinamento são discutidos aspectos quanto à forma diferenciada de armazenamento, manuseio e aplicação da vacina Covid-19 Comirnaty/Pfizer Pediátrica.

“Os assuntos principais abordados são o manuseio e preparo para a aplicação dessas doses com a diluição adequada, desde a chegada das doses até a distribuição”, relata a gerente da imunização da Sesa, Neila Pomponet.

De acordo com o Ministério da Saúde, o intervalo entre a 1ª e a 2ª dose será de oito semanas. O órgão ainda não divulgou a previsão de envio de doses desse imunizante para o estado da Bahia.

fonte: Prefeitura de Lauro de Freitas

Mineradoras decidem paralisar as atividades em Minas Gerais

Quatro empresas mineradoras decidiram paralisar as atividades por causa da chuva em Minas Gerais: a Vale, a Congonhas, a Usiminas e a Gerdau.

O governo estadual multou a Vallourec em quase R$ 300 milhões por danos ambientais. Um dique da Mina Pau-Branco transbordou em Nova Lima. Nesta terça-feira (11), o JN teve acesso a imagens do momento em que o dique transbordou. Eram 10h31 de sábado (8).

As mineradoras devem informar até quarta-feira (12) a situação de mais de 30 barragens de rejeitos.

fonte: Jornal Nacional

Atendimento no PA Nelson Barros é reduzido durante período de transferência para a Unime


O Pronto Atendimento (PA) Nelson Barros será realocado para a sede da faculdade Unime Lauro de Freitas, situada na Avenida Luiz Tarquínio Pontes, na segunda quinzena de janeiro. Os atendimentos na unidade serão reduzidos a partir desta quarta-feira (12), até segunda-feira (17), durante o processo de transição.

A Secretaria Municipal de Saúde (SESA) orienta aos usuários que necessitem de assistência médica buscarem as demais unidades de urgência e emergência do município, como o Pronto Atendimento (PA) Santo Amaro de Ipitanga, PA de Areia Branca ou as Unidades de Pronto Atendimento 24 horas Adulto e Infantil.

Como parte do processo de mudança, a pasta vai remanejar pacientes internados para outras unidades de saúde e o setor administrativo do equipamento para a nova sede. “Estamos começando a organizar toda a parte administrativa, como os documentos, para depois organizar a chegada do corpo técnico”, explicou o titular da Sesa, Augusto César Pereira.

A Sesa realizou, na manhã desta terça-feira (11), reunião com representantes da Regulação, UPA, a UPA Pediátrica (Upinha), PA de Areia Branca e do Serviço de Atenção Especializada (SAE) para alinhar os próximos passos da transição. Ainda segundo o secretário, o deslocamento ocorre para aperfeiçoar e aumentar os serviços prestados à população.

A mudança será responsável pela ampliação do número de atendimento ambulatorial mensal do PA de 1.400 para 4.800, das especialidades médicas e dos atendimentos do pronto socorro odontológico, que também funcionará na unidade. A Central de Regulação, a Clínica Carlos Bastos e a SESA também serão transferidas para a unidade de ensino.

fonte: Prefeitura de Lauro de Freitas

Lauro de Freitas chama público para vacinação contra Covid-19 nesta terça-feira (11)

Você está vacinado contra a Covid-19, com quatro meses após a 2ª dose, e ainda não foi tomar o reforço? Saiba que o esquema vacinal de Lauro de Freitas segue disponibilizando a imunização, nesta terça-feira (11), com atendimento nos pontos de drive-thru e Unidades de Saúde da Família (USF) das 8h às 12. A aplicação da vacina Pfizer, de 1ª e 2ª dose, além do reforço, também está aberta para outros públicos.

A 1ª dose estará disponível para pessoas com 12 anos ou mais, além de 1ª ou 2ª dose para gestantes e puérperas. Já a 2ª dose é para pessoas com prazo de retorno até 11 de janeiro. A 3ª dose será aplicada em pessoas com quatro meses após a 2ª dose, e imunossuprimidos com 28 dias após a 2ª dose.

A vacinação estará disponível na quadra da Escola 2 de Julho; Ginásio de Esportes do Aracuí; USFs Irmã Dulce e Vila Nova (Portão), Vida Nova (Caji), Tarumã e São Judas Tadeu (Itinga), Manoel José Pereira (Capelão), Pe. João Abel (Jambeiro) e Antônio Carlos Rodrigues (Areia Branca). Necessário levar documentos e cartão de vacina.

fonte: Prefeitura de Lauro de Freitas