Rádio Panorama FM 87,9

Seis pessoas são indiciadas por homicídio triplamente qualificado pela morte de cliente da Carrefour

Seis pessoas foram indiciadas por homicídio triplamente qualificado por envolvimento no assassinato de Beto Freitas, espancado por dois seguranças de uma loja do supermercado Carrefour, localizada no bairro Passo d´Areia, na zona norte da cidade de Porto Alegre.
O resultado do inquérito foi divulgado pela delegada Roberta Bertoldo, da 2ª Delegacia de Homicídios e Proteção a Pessoas, durante entrevista coletiva. A polícia afirmou, no entanto, que não há nenhum indício de que a motivação do crime tenha sido racismo, embora houvesse contexto discriminatório.
Entre os indiciados pelo crime estão os seguranças terceirizados Geovane Gaspar Dutra, ex-soldado temporário da Brigada Militar do Rio Grande do Sul, e Magno Braz Borges.  Já a Adriana Alves Dutra, que filmou o espancamento, e outro segurança, Paulo Francisco da Silva, também foram indiciados por não prestarem ajuda à vítima. Mais dois funcionários do Carrefour tiveram sua prisão solicitada à Justiça.

Have your say