Rádio Panorama FM 87,9

Edir Macedo é acusado de transportar milhões ilegalmente em seu jato particular

De acordo com as denúncias de bispos angolanos, a Igreja Universal do Reino de Deus, de Edir Macedo, retirou da Angola US$ 120 milhões por ano ilegalmente. Esse montante ultrapassa 620 milhões de reais na cotação atual.

O pastor e ex-diretor da TV Record África, Fernando Henriques Teixeira, é apontado como um dos responsáveis pela tarefa. O pastor chegou na Angola há 11 anos, quando teria iniciado a operação de remessa dos dízimos e ofertas.

A denúncia foi feita à polícia angolana por bispos e pastores locais que se rebelaram contra a direção brasileira da Igreja Universal do Reino de Deus, no final de 2019.

“A imagem para representar o que acontecia em Angola era a de um saco sem fundo: tudo o que entrava saía”, diz o ex-pastor angolano Armando Tavares.

De acordo com os rebelados, a cada três meses, a direção brasileira da igreja se organiza para fazer uma remessa de US$ 30 milhões. Segundo o grupo, uma boa parte do dinheiro ilegal era levado de carro para Johannesburgo, na África do Sul. Os dólares iam escondidos nos forros, malas e até mesmo em pneus.

De Johanesburgo, o dinheiro era levado para Portugal. Em algumas ocasiões, o bispo Edir Macedo chegou a transportar os valores em seu jato particular.

FONTE: www.fuxicogospel.com.br

Have your say