Rádio Panorama FM 87,9

LATEST NEWS

Brasil vence China e conquista pela primeira vez medalha de ouro no goalball masculino nos Jogos de Tóquio

O Brasil fez história ao conquistar a inédita medalha de ouro no goalball masculino nos Jogos Paralímpicos de Tóquio. O time subiu ao lugar mais alto do pódio após vencer a China por 7 a 2, na manhã desta sexta-feira, 3, no Makuhari Messe Hall C. Os gols do título foram marcados pelo capitão da equipe, Romário (1), Parazinho (3) e Leomon (3).

Na modalidade, com a equipe masculina, o país só não havia conquistado a medalha dourada em Jogos Paralímpicos, já que o país havia conquistado a prata em Londres 2012 e o bronze no Rio 2016.
Na fase de grupos, o Brasil obteve três vitórias e uma derrota, para os Estados Unidos. Nas quartas de finais, os brasileiros venceram a Turquia antes de superar pelas semifinais a Lituânia, que ficou com a medalha de bronze ao vencer os Estados Unidos por 10 a 7 na disputa do terceiro lugar.
Esta é a 20ª medalha de ouro brasileira na capital japonesa. Agora, falta apenas uma para o país igualar a melhor marca de medalhas douradas em uma única edição. O recorde de 21 ouros foi alcançado em Londres 2012. Em Tóquio, o Brasil também já alcançou a histórica marca de 100 medalhas de ouro na história dos Jogos Paralímpicos, após a vitória do fundista Yeltsin Jacques na prova dos 1.500m.
Além da medalha de ouro no goalball masculino, o Brasil subiu ao lugar mais alto do pódio no Japão com: Nathan Torquato (parataekwondo na classe K44 até 61kg), Gabriel Geraldo (50m costa e 200m livre na classe S2), Talisson Glock (400m livre na classe S6), Alessandro Silva (lançamento de disco na classe F11), Beth Gomes (lançamento de disco na classe F52), Claudiney Batista (lançamento de disco na classe F56), Alana Maldonado (judô na categoria até 70kg), Mariana D’Andrea (halterofilismo na categoria até 73kg), Gabriel Bandeira (100m borboleta na classe S14), Carol Santiago (100m peito, 50m e 100 m livre na classe S12), Wendell Belarmino (50m na classe S11), Silvânia Costa (salto em distância na classe T11), Petrucio Ferreira (100m rasos na classe T47), Yeltsin Jacques (1.500m e 5.000m na classe T11) e Wallace dos Santos (arremesso de peso na classe F55).
A campanha dourada do Brasil em Tóquio contou com seis vitórias e apenas uma derrota. Na fase preliminar, os brasileiros golearam a Lituânia (11 a 2) – ouro nos Jogos Rio 2016 – na estreia. O único tropeço veio na sequência ao perder para os EUA (8 a 6). O terceiro jogo da primeira fase foi o triunfo diante da Argélia (10 a 4). A equipe fechou a classificatória da competição ao passar pelo Japão (8 a 3). Nas quartas de final, o time verde e amarelo eliminou a Turquia (9 a 4) e, na semifinal, despachou a Lituânia (9 a 5).

Governo da BA teme retorno do público aos estádios, mas deve dar posição até segunda

As discussões para o retorno do público aos estádios na Bahia (leia mais aqui) travaram após o governo do estado ter observado com temor as cenas de aglomeração registradas na partida entre Atlético-MG e River Plate, no dia 18 de agosto, pelas quartas de final da Libertadores. Na ocasião, a prefeitura de Belo Horizonte liberou a liberação de 30% do Mineirão para recepção do público. 

De acordo com o secretário do Trabalho, Emprego, Renda e Esporte da Bahia (Setre), Davidson Magalhães, o episódio freou as discussões sobre o retorno do público aos estádios baianos. 

“Essa conversa arrefeceu bastante depois daquela reação que houve lá em Belo Horizonte, no jogo do Atlético. E que demonstrou que ainda estamos com um caminho muito longo a perseguir antes desta abertura”, pontuou, em entrevista ao Bahia Notícias.

Ele, no entanto, não descartou a possibilidade de haver o retorno em 11 ou 12 de setembro, período estipulado pela Confederação Brasileira de Futebol (CBF) para que setores de estádios sejam reabertos na Bahia e em outros estados. “Estamos aguardando para estudar melhor. Até segunda devemos ter uma posição sobre isso para saber se, no returno, por volta do dia 11, haverá o retorno do público”, adiantou.

De acordo com Davidson, um ofício seria enviado ainda nesta quinta-feira (2) à Federação Bahiana de Futebol (FBF) para comunicar a posição do governo estadual sobre o assunto. 

A possibilidade de retorno dos torcedores às praças esportivas foi divulgada pelo próprio Davidson ao BN no dia 16 de agosto, dois dias antes da vitória por 3×0 do Atlético-MG sobre o River, que culminou no avanço do clube mineiro à semifinal da principal competição sul-americana.

O prefeito da cidade, Alexandre Kalil (PSD) – ex-presidente do clube -, demonstrou irritação com os episódios de desrespeito às medidas sanitárias de prevenção à Covid-19.  Ao G1, o gestor disse que o evento “não passou no teste” e não vai se repetir no mesmo molde.

“Quem pode colaborar não colabora. Não foi isso que foi combinado. Eu vi torcida organizada lá que, pelo preço do ingresso, não poderia estar lá, e eu não tenho o menor receio de voltar tudo para trás. Estão enganados quem acha que ‘é o Atlético, ele não vai fazer’. Não vai fazer, uma ova. Fizeram um desaforo e um desrespeito ao prefeito de Belo Horizonte”, criticou, à época.

Suspeito de pedofilia trocava moedas de jogos online por nudes de crianças

Uma investigação da Polícia Civil ocasionou na prisão de um homem, de 36 anos, suspeito de pedofilia. Ele oferecia moedas de jogos online e recargas de celular em troca de conteúdos pornograficos de crianças, como fotos e vídeos. As informações foram divulgadas na manhã desta sexta (3).

O homem, que não teve o nome divulgado, foi preso na cidade de Cubatão, em São Paulo. Uma mulher, mãe de um adolescente de 13 anos, viu o suspeito pedindo vídeos ao filho e decidiu denunciar às autoridades. 
 
Após as investigações, que iniciaram no dia 20 de agosto, o homem foi encontrado em casa com dois notebooks, dez aparelhos celulares, um computador, chips de telefonia, HD externo e outros produtos eletrônicos. Houve a quebra de sigilo de dados e os policiais acharam uma quantidade exorbitante de pornografia infantil. 

Além dos materiais, também foram encontrados contatos de WhatsApp de jovens, onde o suspeito pedia às vítimas vídeos em troca das recompensas. Também foram encontradas transferências bancárias.

O homem foi preso em flagrante em preventiva e vai responder pelos crimes previstos no Estatuto da Criança e do Adolescente (ECA).

Lauro de Freitas vacina mais de 6 mil pessoas contra a Covid-19 e alcança 81% do público-alvo. Imunização continua para jovens de 21 anos na segunda (23)

O Plano de Vacinação Municipal contra a Covid-19 em Lauro de Freitas imunizou pessoas com 22 anos ou mais, neste sábado (21). Ao todo, 6.241 vacinas de 1ª dose foram aplicadas no público-alvo. Com o avanço da estratégia, a cidade alcançou 81% de munícipes que receberam pelo menos uma dose ou dose única da vacina contra a doença causada pelo coronavírus. A vacinação de 1ª dose será retomada nesta segunda-feira (23) para pessoas acima de 21 anos.

Inicialmente, a aplicação da 1ª dose estava programada para pessoas com 24 anos ou mais. Entretanto, devido ao movimento tranqüilo nos pontos de imunização, nas primeiras horas da manhã deste sábado, a Secretaria Municipal de Saúde (SESA) decidiu acelerar a vacinação e convocou o público acima de 22 anos.

Quem não perdeu a oportunidade de garantir a imunização foi Laís Nano, moradora de Vilas do Atlântico. Segundo ela, todos devem tomar logo a vacina para que a pandemia acabe o quanto antes. “Todos ainda devem manter os cuidados, usar a máscara principalmente. Eu estava de boa até quando cheguei aqui na fila e minha ficha caiu. Fiquei emocionada ao receber a vacina”, contou a jovem após a aplicação da 1ª dose no Ginásio do Aracuí.

Planalto vai mandar avião da FAB para viagem de ‘Bolsonaro da África’ ao Brasil

O governo de Jair Bolsonaro vai enviar um avião da FAB (Força Aérea Brasileira) para Guiné-Bissau, de forma a possibilitar a visita oficial ao Brasil do presidente do país.
Umaro Sissoco Embaló, que já foi chamado de “Bolsonaro da África”, é admirador declarado do brasileiro. 

Ele é acusado de promover uma guinada autoritária na Guiné-Bissau, e opositores o acusam de tentar implementar uma ditadura no país.

Ele deve chegar a Brasília no início desta semana. O uso de aeronave oficial do governo brasileiro para transportá-lo foi confirmado pelo Itamaraty, após questionamento feito pela Folha.

A praxe é que chefes de Estado venham ao país em avião próprio ou arquem com as despesas do voo. De acordo com diplomatas ouvidos pela reportagem, a prática de oferecer voo da FAB para estrangeiros já foi usada, principalmente para países menores e com poucos recursos.

“A exemplo de precedentes de oferecimento de transporte oficial de altas autoridades estrangeiras, o deslocamento do presidente bissau-guineense em aeronave da Força Aérea Brasileira insere-se no quadro dos laços culturais, históricos, linguísticos e de amizade que o Brasil mantém com Guiné Bissau, especialmente no contexto da pandemia, que prejudicou as conexões aéreas internacionais”, disse a pasta.

A provável agenda de Embaló inclui, na terça (24), uma recepção por Bolsonaro no Palácio do Planalto e um almoço em sua homenagem no Itamaraty. No dia seguinte, os dois presidentes devem comparecer a uma cerimônia alusiva ao Dia do Soldado.
Funcionários da embaixada do país africano tentam ainda organizar reuniões de Embaló com os presidentes da Câmara, Arthur Lira (PP-AL), e do Senado, Rodrigo Pacheco (DEM-MG). Essas audiências ainda não foram confirmadas, de acordo com interlocutores.

Na Guiné-Bissau, Embaló, 48, é criticado pela indicação de militares a postos-chave da estrutura do Estado, em detrimento de servidores civis, e por ter apoiado a repressão policial contra uma greve de professores e profissionais de saúde.

Ele também tem defendido uma reforma da Constituição local –que, segundo críticos, teria por objetivo concentrar poderes nas mãos do presidente. Militar da reserva, Embaló disse em entrevista recente ver Bolsonaro como uma inspiração.

“O vice-presidente do Brasil [Hamilton Mourão] disse-me durante a cimeira [cúpula] da CPLP [Comunidade dos Países da Língua Portuguesa] que Jair Bolsonaro decidiu candidatar-se à Presidência por entender que o Brasil não podia correr mais riscos. Porque os civis não se entendem”, afirmou Embaló em 20 de julho, segundo a rede alemã Deutsche Welle.

“[Bolsonaro disse:] Vamos concorrer às presidenciais e, se ganharmos, vamos pôr ordem no Brasil.” Embaló, então, afirmou ter feito a mesma coisa em seu país.

Guiné-Bissau é uma ex-colônia portuguesa, que faz parte da CPLP. A cúpula ocorreu em meados de julho, na capital de Angola.

O anúncio da visita de Embaló foi feito pelo próprio Bolsonaro, em conversa com apoiadores no mês passado -na qual ele não se lembrou do nome do líder nem de seu país. “Eu vou receber, [no] final de setembro se eu não me engano. Lá da África, qual o país da África? Eu conversei com ele”, disse. “Ele é conhecido como Bolsonaro da África. Ele por acaso é general de Exército.”

Segundo pessoas com conhecimento do tema, o bissau-guineense deverá ficar cerca de uma semana no Brasil, com passagens também por São Paulo e Rio de Janeiro.

O longo período contrasta com o de outras visitas de chefe de Estado em agendas bilaterais. Normalmente, governantes em missão oficial ficam pouco tempo num mesmo país.

Até aqui, Embaló tem prevista uma reunião com o governador João Doria (PSDB) em São Paulo e uma visita ao recém-reaberto Museu da Língua Portuguesa. Membros da comunidade de imigrantes de Guiné-Bissau na capital paulista planejam atos de protesto contra o presidente.

No Rio de Janeiro, ele deve ter uma reunião com altos funcionários da Marinha.
De acordo com Alexandre dos Santos, professor de África no Instituto de Relações Internacionais da PUC-Rio (Pontifícia Universidade Católica do Rio de Janeiro), Embaló usa a associação com Bolsonaro para defender ações de política interna.
Ele citou o presidente brasileiro para justificar a militarização do governo, ao afirmar que fardados estão preenchendo cargos para lidar com problemas para os quais civis não encontraram solução, como a corrupção. Embaló também adotou a retórica bolsonarista na campanha presidencial, ao se apresentar como um postulante contra a “velha política”.

Na avaliação de Santos, a visita ao Brasil representará um ganho político expressivo para Embaló e deve ser explorada pelo guineense.

“Para Bolsonaro não vai fazer diferença, ele vai receber alguém com quem tem proximidade ideológica. Quem vai ganhar muito é mbaló, que vai usar a viagem para defender suas posições internamente, o que é muito ruim para a democracia de Guiné-Bissau”, diz.

Prefeitura imunizou mais de 1.800 cães e gatos no primeiro dia da campanha de vacinação antirrábica

A campanha de vacinação antirrábica, iniciada em Lauro de Freitas neste sábado (21), imunizou 1.819 animais domésticos contra a raiva, sendo 1.158 cães e 661 gatos. A vacinação gratuita, realizada pelo Centro de Controle de Zoonoses (CCZ) do município, foi disponibilizada nas localidades de Vida Nova, Jardim Castelão, Jardim Ipitanga, Caji e Portão. A campanha vai seguir de forma escalonada, sempre aos sábados, até o dia 18 de setembro, em diversos pontos de imunização, conforme cronograma.

A meta de imunização no município é atingir aproximadamente 10 mil pets. De acordo com Igor Fidelis, diretor do CCZ de Lauro de Freitas, apenas cães e gatos saudáveis, acima de três meses, podem ser vacinados. “Quem determina a meta de vacinação é o Ministério da Saúde de acordo com a população animal, que em Lauro de Freitas passa por uma média de 36 mil, entre cães e gatos. Sobre os bichos que se encontram doentes e não podem receber a vacina, indicamos que os donos procurem o CCZ assim que os animais se recuperarem”, ressaltou.

A vacinação de animais domésticos é uma das principais estratégias de controle da doença. Ciente da prevenção contra a raiva, Valdilene Soares levou o seu cachorro Nick para ser imunizado no ponto montado na Praça Caixa D´água, no bairro do Caji. “Fiquei sabendo da ação através de uma assistente social que me informou pelo WhatsApp. Eu já estava procurando a vacina para comprar, mas aí a campanha chegou na hora certa, e do jeito que eu me cuido, eu quero o mesmo para o meu cachorro”, frisou.

De acordo com o CCZ, quando o animal é imunizado o risco de infecção em humanos pela doença é eliminado. Em outro ponto de vacinação, no Colégio Hermano Gouveia, em Vida Nova, um xará do doguinho, o gato Nick, foi encontrado sendo vacinado. Adriana Souza, dona do bichano, relatou que sempre busca vacinar o seu pet. “Meu gato tem dois anos e oito meses e todos os anos levo ele para tomar a vacina. Também temos que garantir a saúde dos animais”, destacou.  

Donos de pets que desejem outras informações sobre a campanha podem tirar dúvidas através do WhatsApp do CCZ de Lauro de Freitas: 071 99608-9407. A sede do Centro de Controle de Zoonoses fica localizada na Rua José Leite, nº 90, e funciona de segunda a sexta-feira, das 8h às 14h. Outros postos fixos do Centro funcionam, as terças e quintas-feiras, nas Unidades de Saúde da Família de Vila Nova de Portão e Vida Nova.